curso 

O Curso de Matemática Aplicada à Vida Prandiano foi desenvolvido há trinta e seis anos pelo Prof. Ricieri e objetiva levar aos seus alunos a essência das Exatas, INDEPENDENTEMENTE DO CONHECIMENTO QUE POSSUAM. O Curso inicia-se em nossa pré-história e evolui gradativamente, com os alunos, até a modernidade. Mostra-lhes, por exemplo, que caracteres matemáticos de quatro mil anos atrás, gravados em papiros pelos egípcios e em pedras pelos babilônicos, não se prestavam como gabarito da prova de ingresso do Banco da Babilônia, mas eram conhecimentos de que dependiam a sobrevivência daquele povo. 

 

Decifrar os documentos antigos, preservados nos museus, em substituição ao livro moderno, é vantajoso, pois nos livra de inúmeros equívocos, como é o caso da operação de radiciação (√9 = 3). Ninguém pensa, um segundo que seja, no significado de três ser a raiz quadrada de nove. Em português, literalmente, raiz quadrada dá a entender uma árvore que tem sua raiz em formato de quadrado. Pesquisando os originais em latim do século XV, encontramos a resposta para esse despropósito: radix quadratum 9 aequalis 3. Isto é, o lado (radix) do quadrado (quadratum) de área 9 é igual (aequalis) a 3. 

 

Entende-se melhor radix como lado.

 

E logaritmo, inequação, fração, conjunto, função, gráfico, seno, cosseno, axioma, catenária, ciclóide, parábola, progressões, geometria, porcentagem, juros, expoente, potenciação, número imaginário, álgebra, matriz, vetor, limite, derivada, integral, divergente, gradiente? Não teriam também uma explicação que se entenda? Por conta de ensinar e aplicar o Cálculo Diferencial e Integral, o Curso Prandiano propicia também aos seus alunos outros tópicos importantes como: Pesquisa Operacional, Estatística, Transformada de Laplace, Logística, Derivada Fracionária, Cálculo Vetorial, Cálculo Variacional, Fractais, Semiótica, Caos, Matemática Financeira, Percolação, Teoria das Distribuições, Multiplicadores de Lagrange...

 

Enfim, leva ao estudante, de forma original e empolgante, aquilo que de fato pode despertá-lo para o estudo das Exatas.

 

Matemática
Aplicada à Vida

Espirais, catenárias, hélices cilíndricas, ciclóides, cardióides, pentágonos, hexágonos etc, que sintetizam a natureza, constituem a matéria-prima transformada em produtos e idéias pelos profissionais das Exatas.

 

Inúmeros resultados relativos à aplicação da Matemática podem ser verificados com o acervo do Museu Prandiano, permitindo que o aluno-visitante veja o significado maior do verbo matematizar ligado diretamente com a economia do país e com o seu cotidiano. O visitante do Museu e o aluno do Curso Prandiano entendem - por meio das consultorias feitas pelo professor Ricieri que viraram experimentos - para que serve esta coisa toda ensinada  nas escolas e universidades.

 

Tempo houve na Matemática em que seu ensino dispensava a equipolência entre seus textos e o cotidiano do aprendiz, resultando, quase sempre, em um fracasso educacional resumido em alunos desmotivados e professores frustrados. Esse tipo de ensino, alicerçado em currículos retrógrados impostos por burocratas, engessou a criatividade do professor e arruinou as Exatas. 

 

Associar matrizes com a minimização de retalhos no corte de tecidos ou relacionar a sequência de Fibonacci com a maximização no número de caixas paletizadas; seguidos das aplicações dos polinômios coloridos no plantio das lavouras, é entender que é chegada a hora do professor de Geografia discutir política, do professor de Português relacionar a língua como mecanismo de dominação, do professor de Biologia associar esquistossomose com saneamento básico, ou seja, de aplicarmos conhecimento à vida.

 

A geometria do corte transversal de uma carambola ou de um mamão teriam algo a ver com a forma da estrela-do-mar?Entender o porquê do formato do ovo, da carapaça da tartaruga ou da casa do João-de-barro permite projetar com inteligência, por exemplo, iogurtes, capacetes, bombons, recipientes tipo spray e garrafas de vinho.  As perguntas feitas para se compreender a mecânica do mundo são reveladas nas leis da natureza e podem ser transformadas em aplicações úteis. Não seria interessante que a Matemática servisse ao projeto de camisas, sapatos, jóias, ração de custo mínimo, absorventes eficientes, remédios, aerodinâmica de carros? E mais, que se debruçasse sobre o problema do trânsito nas grandes cidades, na economia de matéria prima, na preservação (eficiente) do nosso meio ambiente?  

 

Todos esses são elementos que, para serem finalizados com inteligência, carecem de funções, limites, logaritmos, derivadas, integrais, matrizes, vetores, trigonometria, desvio padrão... 


Essas e outras respostas, que estão nas ruas, nos produtos industrializados, nos papiros egípcios, nas pedras maias, nos centros de pesquisa, nas universidades, na espiral do náutilos, no cacho de uva, no voo de um pássaro, em nosso cérebro... estão também no Curso Prandiano, e conhecê-las

é entender a Matemática,

aplicá-la à vida

e tomar gosto por ela.

 

 

Protótipo
 
Quanta surpresa!
Princípios ventilados!
Na lousa,
na carteira,
na mão,
no aviãozinho...
Página enumerada,
folha que voa
de um caderno de cálculo.
álbum de família